E-mail marketing arrasador? Descubra como usá-lo de forma estratégica!

Mais artigos

Compartilhe este conteúdo

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email

O e-mail marketing é uma das principais ferramentas de marketing digital, mas que muitas empresas acabaram deixando de lado na era das redes sociais. Esse é um erro grave em uma estratégia de vendas. Quando você envia um e-mail com um título convidativo e com um conteúdo relevante, há boas chances de qualificar o cliente em potencial.

Por isso, preparamos algumas dicas bem interessantes para que você faça uma campanha estratégica, focada nos seus objetivos e voltada para a sua persona. Quer saber mais? Acompanhe!

Como obter sucesso na estratégia de e-mail marketing?

Há algumas ações que determinam o sucesso da sua estratégia de e-mail marketing. Veja quais são elas!

Segmente a base

O sucesso de qualquer campanha de marketing está em uma segmentação bem-feita. Afinal, para uma mensagem atingir um potencial comprador, ela precisa abordar suas dores em uma linguagem adequada. Por isso que é importante conhecer determinadas características pessoais e demográficas do seu cliente ideal. Entre elas:

  • escolaridade;
  • faixa de renda;
  • sexo;
  • raça;
  • endereço.

Desse modo, você saberá o grau de formalidade e de tecnicidade do conteúdo do e-mail e quais são os principais desafios do dia a dia que o seu potencial cliente precisa enfrentar. Assim, é possível criar um conteúdo relevante que será efetivamente consumido.

Crie mensagens personalizadas

Um dos principais erros que levou a um grande insucesso do e-mail marketing no passado foi a falta de personalização da mensagem. A linguagem utilizada era muito robotizada e continha informações genéricas, não relacionadas às dores dos clientes naquele momento. Porém, o avanço da automação mudou esse cenário.

A linguagem dos disparos automáticos é mais humanizada hoje em dia. Além disso, as oluções de CRM são capazes de analisar o comportamento de cada cliente no blog e no e-commerce para personalizar o conteúdo da mensagem. Por exemplo, se a pessoa clicou em um anúncio de geladeiras de uma loja, esta não enviará um e-mail sobre computadores.

Ofereça informações relevantes

Se pudéssemos escolher um único critério para que você crie e-mails que convertam, ele seria a relevância. A conversão de clientes nada mais é do que apresentar a mensagem certa, na hora certa. É preciso atingir as pessoas no momento em que elas estão sentindo uma maior urgência de compra. Afinal, o que é relevante hoje pode não ser amanhã.

Para isso, sua empresa deve demonstrar que o seu interesse principal não é convencer o cliente a comprar, mas ajudá-lo a conquistar seus objetivos. A dica, portanto, é entregar conteúdos que apresentem diversas soluções para as dores, inclusive o produto. Exemplificando, se você oferece um aplicativo de gestão financeira, não basta enviar um e-mail para que o cliente o baixe, mas alimentá-lo com várias dicas aplicáveis no dia a dia.

Crie uma sequência de e-mails de acordo com a interação dos clientes

Uma campanha de e-mail marketing pode ter como “gatilho” diversos tipos de interação com o público. Confira algumas atitudes a serem tomadas no caso de um usuário:

  • assinar a sua newsletter — nesse caso, é importantíssimo mandar um e-mail de boas-vindas com um conteúdo personalizado para que ele inicie o engajamento com o seu blog;
  • baixar um e-book ofertado pelo seu negócio — deve-se mandar um link para que ele faça o download do material quando quiser, e começar uma sequência de disparos com posts que complementam a leitura do livro digital;
  • ter feito o registro no seu e-commerce e colocado produtos no carrinho sem comprar — para convertê-lo, pode-se iniciar uma campanha de e-mail marketing com anúncios de produtos e descontos convidativos;
  • ter comprado algo da sua empresa — a sequência de mensagens deve focar em pedir um feedback e apresentar outras soluções para as dores dele.

Enfim, o essencial é ter em vista que seus disparos de e-mail marketing devem ser coerentes com o motivo do contato inicial. Por exemplo, uma campanha que se inicia com um e-book, mas, em vez de fazer o cliente avançar no funil de vendas, já quer convertê-lo apresentando produtos, tem grandes chances de falhar.

Pense em um título atrativo

O potencial cliente precisa abrir o e-mail para saber que você está oferecendo um conteúdo relevante, certo? E o que mais influência a taxa de abertura de um e-mail é o título. Quando este não é convidativo, a pessoa pensa: “Ah, é só mais um anúncio. Direto pra lixeira”.

Além disso, as próprias ferramentas de spam dos provedores de e-mail são capazes de identificar aqueles negócios que só querem disparar ofertas de produtos em massa. Portanto, um título ruim pode acabar com a sua estratégia.

Analise suas métricas

Por fim, entenda que essa é uma campanha estratégica, e não uma ação isolada. Então, deve-se medir e monitorar os resultados constantemente para poder corrigir os rumos quanto antes se os números não forem promissores. As principais métricas de e-mail marketing são as seguintes:

  • taxa de crescimento da lista de contatos;
  • taxa de crescimento da lista de assinantes da newsletter;
  • taxa de abertura;
  • taxa de pedidos de cancelamento de newsletter;
  • taxa de inativação das listas;
  • taxa de cliques e taxa de cliques por abertura;
  • taxa de leads gerados;
  • taxa de conversão.

Felizmente, há sistemas digitais que calculam todas elas automaticamente para você, atualizando-as em tempo real.

Por que evitar a frequência de envio muito alta?

Aquele pensamento de “quanto mais, melhor” não se aplica aqui. Se você começa a lotar a caixa de entrada do lead com e-mails, ele passa a não abri-los, pois os conteúdos acabam perdendo a relevância. Caso insista nessa estratégia, é provável que a pessoa cancele a assinatura da newsletter. E pior: sua imagem ainda sai manchada.

A palavra-chave é equilíbrio: evite, ao máximo, e-mails diários. Com os relatórios fornecidos por uma solução de CRM, você poderá encontrar a frequência ideal para seu público. Quando as métricas de cancelamento de assinatura estiverem altas e as de abertura estiverem baixas, pode ser a hora de frear a intensidade da campanha.

Portanto, uma campanha de e-mail marketing eficaz demanda uma ferramenta poderosa de gerenciamento. É impossível lidar com tantas informações com tarefas manuais. Hoje em dia, há sistemas automatizados que se destacam nessa missão. Eles vão analisar todos os dados, fazer disparos personalizados e oferecer todos os relatórios dos quais o seu time precisa para elaborar estratégias incríveis.

Por falar nisso, que tal adquirir mais conhecimento em prol da sua empresa? Confira nosso post que apresenta ações para impactar positivamente a experiência do cliente.

Mais artigos

Rolar para o topo